Bancas de jornalismo

DIA 14/6 – 20h
IDENTIDADE CULTURAL DE OSASCO (Livro-reportagem)
GRUPO: Renan Oliveira, Patrícia Nascimento
ORIENTADORES: Profa. Paula Veneroso, Prof. Marcello Rollemberg e Profa. Monica Rugai
BANCA: Prof. Ronaldo Arnoni, Profa. Maria Cecília Martinez

DIA 15/6 – 20h
MODA E COMPORTAMENTO PUNK (Fotografia)
GRUPO: Camila Pereira, Bianca Carolina, Bruna Madeira
ORIENTADORES: Profa. Paula Veneroso, Prof. Marcello Rollemberg, Prof. Nicolau Centola
BANCA: Profa. Carla Risso, Prof. Carlos Eduardo de Almeida Sá
OBS. Antes da Banca, entre as 19h e as 20h, haverá uma exposição do trabalho no Estúdio de Fotografia, para o qual estão todos convidados.

18/6 – 20h
AGENTES DE SAÚDE – CAPSAD (Vídeo-reportagem)
GRUPO: Beatriz Zanzini, Aline Marinho, Cláudia Dantas, David Bonis, Isabela Costa, Valéria Ferreira
ORIENTADORES: Profa. Paula Veneroso, Prof. Marcello Rollemberg, Prof. Jorge Grispun
BANCA: Prof. Aurélio Nascimento, Profa. Maria Cecília Martinez

DIA 19/6 – 19h30
HOMOSSEXUALIDADE NAS TELENOVELAS (Site)
ALUNA: Ana Carolina Marinho
ORIENTADORES: Profa. Monica Rugai, Prof. Marcello Rollemberg, Prof. Nicolau Centola
BANCA: Profa. Carla Risso, Prof. Aurélio Nascimento

19/6 – 21h
ESTRADAS E CAMINHONEIROS DO BRASIL (livro-reportagem)
ALUNA: Paula Vasarini Lopes
ORIENTADORES: Profa. Paula Veneroso, Prof. Marcello Rollemberg
BANCA: Profa. Mônica Rugai, Convidado Externo a ser definido

Todas serão apresentadas no auditório verde.

Publicado em bancas, tcc | Deixe um comentário

O que a indústria de mídia procura em um novo talento

A BBC Academy está realizando uma série de debates sobre o futuro da TV e da indústria de mídia. Uma das perguntas é sobre qual perfil profissional a indústria de mídia está procurando no mercado.

Neste ponto, acredito que seja mais importante dominar conceitos do que técnicas. Quando comecei, falavam que para trabalhar com conteúdo e internet você tinha que saber mexer no programa FrontPage e entender de marcações HTML. Hoje, o FrontPage não existe mais, saiu de linha. E o HTML se mostra menos necessário com a infinidade de ferramentas de publicação que trazem quase tudo pronto. Ou seja, conceitos ficam, ferramentas vão e voltam.

Quando convidado para ajudar no processo seletivo de empresas de mídia, sempre fico mais atento para o aspecto da “bagagem conceitual” da pessoa do que para o domínio desta ou daquela técnica.

Segundo os executivos da BBC, em sua maioria envolvidos com tecnologias emergentes, estas são algumas das qualidades procuradas:

– Habilidade de liderar: precisamos de líderes e não de empregados
– Colaboração e flexibilidade
– Saber aplicar teoria à prática por meio de seus próprios conhecimentos (técnicas e tecnologias vão e voltam)
– Disposição de fazer uma fusão entre criatividade e competências técnicas
– Trazer para o ambiente de trabalho o modo como usa tecnologias em casa (consumerização)
– Capacidade de obter histórias de amigos, familiares e pessoas ao seu redor (não somente da mídia tradicional)

Somente faço reserva com a generalização da primeira qualidade. Às vezes, esse foco demais no perfil de liderança pode gerar equipes com muitos líderes, prejudicando uma normal execução. Ou seja, aquele problema – muitos caciques para poucos índios.

Interessante é a qualidade que incentiva a tendência da consumerização. Trazer para o ambiente de trabalho a maneira como utiliza tecnologias em casa, algo que gera desafios para o setor de TI de qualquer empresa.

Fonte: Tiago Dória Weblog

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Comunicação é com comunicadores

Unifieo traz jornalistas e publicitários para o tradicional evento Semana da Comunicação, ocorrido entre os dias 7 e 11 de maio

Por Eder Tofanelli

Anualmente o campus Vila Yara do Centro Universitário FIEO, em Osasco, tem reservado sempre no primeiro semestre do ano uma semana no calendário escolar destinada a eventos ligados aos seus muitos cursos. Em maio, foi a vez de acontecer a Semana de Comunicação. Entre os dias 7 e 11 de maio, o Unifieo abriu as portas para alunos e não alunos com intuito de disseminar conhecimento, divulgar a instituição e, principalmente, discutir com profissionais da área os temas mais relevantes e atuais sobre comunicação.

O grande diferencial desse último evento foi o rol de palestrantes que manteve o auditório cheio na maior parte da semana. Os palestrantes foram jornalistas e publicitários conceituados no mercado midiático. Alguns deles foram: Marc Tawil, jornalista da Band News FM, Enio Morais Júnior, da ESPM, Flávio Florido, editor de fotografia do UOL, José Donizete de Lima, repórter da TV Brasil, além de representantes da imprensa regional como Diário da Região e TV Osasco, agência de propaganda Grupo Ogilvy Brasil, e a Casablanca, produtora de comerciais de TV. Entre os palestrantes, um grupo chamou a atenção em especial: aquele formado por Denis Mattos, Gomão Ribeiro, Thaís Trapp e Talis Maurício, todos ex-alunos do nosso Curso de Jornalismo e agora profissionais bem colocados no mercado.

Cinthia Jardim, 21, aluna do 5º semestre de jornalismo, marcou presença em todos os dias. “Um evento desses não pode deixar de ser prestigiado, pois a gente adquire muito conhecimento”, relata Cinthia. Numa explicação rápida, ela demonstrou bastante satisfação com as palestras ministradas, principalmente as do primeiro dia: Jornalismo a serviço do cidadão, com Ênio Moraes Jr., e Grandes coberturas jornalísticas e novas mídias, com José Donizete e Florido. “Um jornalista destacava o lado ruim de ser repórter e outro enfatizava as boas qualidades da profissão. Isso foi muito importante para o meu crescimento jornalístico”. Entretanto, o evento não se resumiu nisso. Na terça-feira, 8, o jornalista Tawil falou sobre os perigos das redes sociais, e uma de suas falas marcou a noite: “nas redes sociais não tem como se arrepender. Cinco segundos são suficientes para destruir uma vida inteira ”. Ele se referia ao que escreveu uma estudante universitária no twitter: “afogue um nordestino, por favor”. Com essa frase agressiva e abusrda, ela se tornou tristemente célebre nas redes sociais.

Paula Veneroso, coordenadora do curso de Jornalismo e organizadora da Semana da Comunicação, juntamente com Edson Paiva, coordenador do curso de Publicidade e Propaganda, também um dos organizadores, disse que o evento foi muito proveitoso, tanto para o Unifieo, que teve uma boa divulgação dos cursos, como também para os alunos que tiveram contato com a parte dinâmica do jornalismo e da publicidade. Logo após o término do evento, o próximo já estava sendo planejado.“Aprendemos com nossos erros e tenho certeza de que, no ano que vem, o evento será melhor do que esse”, afirma Paula Veneroso.

Publicado em evento, semana da comunicação | Deixe um comentário

A interação entre as áreas de comunicação

Por Elis Verri

Os chatos do jornalismo, os hiperativos dos publicitários e os designers blasés. É apenas uma brincadeira interna entre os alunos do curso de Comunicação Social que não passa de uma cisma pelos corredores da faculdade, como uma rixa entre primos – e é bem como isso que os três cursos são: apesar de focos diferentes, são como parentes próximos, ligados por vários vínculos, influenciando-se entre si.

Mas se esse desencontro entre os alunos, ainda que de início, exista, a última edição da Revista Unifieo mostra exatamente o quanto essas áreas andam em conjunto. Afinal, são todos comunicadores com, consequentemente, interesses em comum. Onde termina o trabalho de uma área, começa o de outra, e ainda uma terceira insere-se no processo de comunicação – que torna-se artístico, ideológico e formador de opinião.

Ora, uma marca pode ser traduzida por um desenho, o marketing muda conforme as tendências sociais mudam, as informações não param de ser transmitidas e retransmitidas. Isso sem falar no que as tecnologias atuais são capazes de prover ao meio midiático. As produções desses setores não param e se encontram a todo o momento e, se o objetivo macro é comunicar de forma eficaz, é preciso que os profissionais estejam preparados para agirem com responsabilidade.

Portanto, a criação e veiculação de qualquer produto devem ter bases. Por isso, a Série de Comunicação Social tem uma palavra chave: repertório. A revista, composta por conteúdo dos próprios professores da Unifieo, além de tratar de temas contemporâneos e diretamente ligados aos cursos, trabalham com outras ciências humanas, como literatura, sociologia e história, a fins de complementar os estudos e ampliar os conhecimentos.

É perceptível, nos doze trabalhos (dos Hércules da nossa faculdade), um olhar sensível às coisas e às condições humanas, que possibilitam ampliar a concepção de mundo, justamente por servirem de um estopim para que os leitores possam se interessar pelas temáticas. São textos curtos, o que permite acessibilidade na leitura, que torna-se mais agradável e sem carregar os jargões dos textos acadêmicos.

O comportamento dos consumidores (de bens e de informações), análises de obras, contextualizações históricas e políticas, como o fantasma da censura, fazem parte dos temas selecionados. Mas também há espaço para temas alternativos, como análises da literatura popular brasileira e a música na cibercultura.

Em suma: a edição prestigia o trabalho dos professores da Unifieo, e é de grande relevância para os alunos. Uma alternativa para quem busca ampliar os conhecimentos e para despertar a curiosidade acerca de temas próximos de nós (mas que, e ao mesmo tempo, por serem tão minuciosos acabam passando despercebido), além, é claro, de aproximar os primos briguentos do Curso de Comunicação, já que fica esclarecido o quanto trabalham em conjunto em prol de um bem maior.

Publicado em revista unifieo | Deixe um comentário

Semana da Comunicação

Publicado em semana da comunicação | Deixe um comentário

Internet supera jornal e se torna 2ª mídia no Brasil em 2012

A internet assumirá a segunda posição entre as mídias ainda em 2012, deixando o meio jornal para trás em volume de investimentos. De acordo com estimativa apresentada pelo IAB Brasil nesta terça-feira, 24, o digital crescerá 39%, fechando o ano com 13,7% de participação e faturamento na casa dos R$ 4,7 bilhões. Em 2011, a web representava 11% do polo publicitário.

O crescimento do mercado de buscas será de 50% e o de display (banner) terá incremento de 25%, informou o presidente da instituição, Fabio Coelho – que também preside o Google Brasil.

De acordo com com o IAB, a internet cresce, em média, quatro vezes mais do que o mercado de publicidade, em geral – e esses números não contabilizam redes sociais. Em breve será divulgada uma estimativa de faturamento para este ano, em que sites como Facebook e Twitter estarão envolvidos.

As 100 maiores empresas do país investem 13,4% de suas verbas publicitárias no meio digital, segundo Coelho, que considerou a web um mercado “pujante”.

Para chegar aos resultados apresentados hoje, o IAB considerou os 80 milhões de internautas no país maiores de 16 anos, dos quais 49% pertencem às classes C, D e E e 51%, às A e B.

Fonte: AdNews

Publicado em jornalismo digital, mercado | Deixe um comentário

Feira do Livro Universitário

Publicado em evento, feira do livro | Deixe um comentário